Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘dança’

Manu, minha amiga de longa data e encontros esparsos, nos conhecemos no primeiro grupo de Terra UNA, em 2008.  Gata de Arroio do Tigre, na época ela morava em Porto Alegre. Mantíamos contato por internet e fiquei sabendo um dia que ela estava passando uma temporada em Nova York. Depois foi morar em Sampa onde acho que vive até hoje. Em abril de 2011 nos encontramos em Brasília durante o festival Fora do Eixo, organizado por nossos amigos de Terra UNA, Krishna e Maicyra. E lá propus de trocarmos um Moitará! Ela me disse então que trocaria pela história da experiência que ela teve com cachórros (ela fazia questão dessa pronúncia) em NY. Me contou que lá ela levava dois cachórros pra passear e que foi uma viagem linda! Entreguei então pra ela o Moitará de número 543 que estava comigo na ocasião e ela me prometeu enviar a história. Alguns meses depois, ela me enviou o lindo PDF que se segue!

Moitara543

Anúncios

Read Full Post »

Sandra trocou por um chaveiro do festival de Jerez de la Frontera, da Espanha. É um festival de cultura flamenca. Foi enviado para ela por uma amiga (Aryanne), que mora em Sevilha. Sandra era secretária executiva e veio para Rio Claro há dez anos. Começou a se integrar aos projetos de arte da cidade e hoje dá aulas de dança flamenca e toca castanholas até em orquestras. Disse quie descobriu suas capacidades artísticas quando começou a dar aulas. Conversamos um pouco sobre como é fazer arte no interior e de como alguns conservadores veem os trabalhos feitos.

Read Full Post »

Valéria trocou pela apresentação do espetáculo Projeto Coleções da Intrépida Trupe do dia 17 de Setembro em recife.

Foto do trabalho de Marta Jourdan usada no espetáculo.

 

Read Full Post »

Fernanda é bailarina performer. Fez uma improvisação-experimento rodante no meio da galeria. Foi minha última troca desde dia. O vídeo vem em breve

Barracão Maravilha 15.08.2009

Read Full Post »

28/06/2008 @ Barracão Maravilha Arte Contemporânea

Observava um vídeo em que um passante que visita uma feira de arte vomita sobre o carpete da galeria quando Marina Pachecco ofereceu um menu de danças, a serem vendidas e performadas unitariamente. Perguntei se ela trocaria por um moitará, ela aceitou, e eu escolhi a dança do nome. Assim, a bailarina abriu um certo espaço no barracão, que a esta hora estava cheio, e dançou o meu sobrenome. Cada letra era um movimento diferente e entre letras havia um salto. Em 6 minutos a dança finalizou-se e foi feita a troca. Ganhei um recibo.

Read Full Post »